Em Jundiaí PM resgata mãe e filha de quatro meses de cárcere privado


MARIDO FOI PRESO
Polícia Militar resgata mãe e filha de quatro meses de cárcere privado

Policiais militares do 11º Batalhão se depararam com uma difícil situação em um imóvel da Vila Alvorada, em Jundiaí. Transtornado, um rapaz de 23 anos ameaçava a esposa e a filha de apenas quatro meses com uma faca, depois de agredir a companheira e mantê-la em cárcere privado por diversas horas.

De acordo com o tenente Iuri, da equipe do capitão Augusto José Martinelli, o caso ocorreu no começo da tarde deste domingo (1) na rua Tupinambá. Presa dentro da própria casa, a moradora conseguiu ligar para o 190 num momento de distração do agressor, e seus gritos de socorro foram ouvidos pelos militares de fora da residência.

Um cerco foi feito no local, explicou Iuri, que coordenou três equipes de apoio (tenente Bedani, cabos Monteiro, Paulo, Keidiel, Reis e Quirino, e soldados Carlos e Garcia).
Já outra equipe do 11º Batalhão (soldados Giacomin e Alberto) foi responsável pelo atendimento da ocorrência, chegando primeiro na casa e ouvindo os pedidos de ajuda da moradora.

O oficial explicou que a moça e a filha estavam sendo mantidas em cárcere privado desde as 21h de sábado, e que a mulher chegou a ser agredida pelo companheiro, que registrava passagem policial por envolvimento com o tráfico de drogas e tentou asfixiá-la, pegando uma tesoura para ameaçá-la de morte.

O agressor também teria prometido que cumpriria a promessa de dar fim à vida da esposa caso a polícia chegasse, o que deixou os militares em alerta no momento da negociação para que ele se entregasse.

Ainda de acordo com tenente, ele e sua equipe se posicionaram no quintal do imóvel, mas o morador se mostrou irredutível na negociação. Por conta disso, os militares tiveram de aguardar um momento de distração dele para rendê-lo, desarmá-lo e resgatar mãe e filha de dentro da casa.

 Iuri explicou que o detido foi autuado em flagrante por cárcere privado, ameaça e lesão corporal. Não tem fiança arbitrada e foi mandado para uma o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, onde permaneceu em uma cela aguardando pronunciamento da Justiça.

Via Imprensa Policial 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.