Anúncio

Homem presencia estupro, socorre a vítima e registra agressor fugindo no Centro de Jundiaí


Agressão aconteceu na quinta-feira (31) em uma praça na Rua da Saúde

Julian Mattos presenciou, na última quinta-feira (31), durante o horário de almoço, uma cena que será difícil de ser esquecida. Na praça entre a esquina das ruas da Saúde e  Conde de Monsanto, no Centro, ele ouviu gritos e, olhando ao redor, viu pernas para cima. Entendendo se tratar de um estupro, ele buscou ajuda e ainda conseguiu gravar o rosto do agressor.

“Era uma senhora de idade, não era nova”, conta Julian, morador de Jundiaí.

Julian conta que como não sabia se o sujeito estava armado, ele procurou por ajuda. Correu para o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e rapidamente voltou ao local com mais pessoas, enquanto outros funcionários da unidade telefonavam para as forças policiais.

“Quando chegamos, ele já tinha concretizado o ato, mas eu fui atrás dele”, lembra. Julian o alcançou e conseguiu gravar um vídeo do homem, que correu assim que percebeu que estava sendo filmado.

Segundo a testemunha, uma viatura da Polícia Militar chegou em menos de dez minutos ao local e fez buscas na região à procura do homem, registrado no vídeo de Julian.

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) confirmou nesta manhã (4) que prestou atendimento à vítima e que ela foi encaminhada a um hospital da cidade.  Julian reforçou que a mulher foi agredida e no momento do socorro, estava nua e “desfalecida”.

A Prefeitura de Jundiaí, em nota, disse que em casos de abuso e agressão sexual, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) cumpre todos os protocolos de profilaxia (PEP – Profilaxia Pós-Exposição de Risco) do Ministério da Saúde na rede municipal, em todos os serviços, tanto hospitalar quando ambulatorial. Sobre o caso, disse que nenhuma outra informação será fornecida.

Praça em que, segundo Julian, a agressão sexual aconteceu. (Foto: Reprodução/Google)

A 1ª Companhia da Polícia Militar disse que nenhum boletim de ocorrência foi registrado. Até o momento da divulgação da matéria, a Polícia Militar do Estado não confirmou o registro de ocorrência em nenhuma outra delegacia da cidade.

Via Tribuna de Jundiaí

Nenhum comentário

Anúncio

Tecnologia do Blogger.