Jovem com suspeita de meningite recebe diagnóstico errado em hospital de Itupeva

“O médico nem examinava minha filha”, diz mãe de jovem que está internada em hospital particular em Jundiaí


A moradora do bairro Santo Antônio I, em Itupeva (SP), Daniela Gonçalves Navarro, denunciou o Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida, onde sua filha Vitória, de 18 anos, teria recebido um diagnóstico errado que poderia ter agravado seu quadro de saúde.

Segundo a dona de casa, a jovem foi ao hospital três vezes com dor de cabeça intensa. Mas, recebeu diagnóstico de cefaleia – dor de cabeça aguda e incômoda -, foi medicada e liberada. “O médico nem examinava minha filha e falava que era cefaleia por conta do histórico da família”, diz indignada.

No domingo (29), como as dores continuaram, a jovem decidiu ir a  Jundiaí, em um hospital particular, onde foi levantada suspeita de meningite. Ela está internada e deve receber alta após dez dias, de acordo com a mãe.

“O médico falou que se ela demorasse um pouco mais o quadro poderia se agravar. Essa é a cefaleia que os médicos de Itupeva diagnosticaram minha filha!”, destaca.

Ela ainda explica que foi ao Hospital Municipal por não ter carro próprio para ir até Jundiaí. “Itupeva só tem um hospital e sempre que precisamos usamos ele. Eu não tenho carro e às vezes não dá para esperar um ônibus”, diz.

Daniela ainda critica a administração do hospital que, segundo ela, “é precária”, com a “falta de médicos e “despreparo dos profissionais”. “Falta médico no hospital e a Prefeitura faz o quê? Gasta horrores com festa”, salienta.

A equipe de reportagem procurou a Prefeitura de Itupeva, mas não obteve retorno até o momento da publicação. A matéria será atualizada quando houver um posicionamento.

A reportagem é da página Tribuna de Jundiaí.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.